Loja Casa K

terça-feira, 29 de abril de 2014

Prefeita Belezinha recepciona delegação francesa na Casa Familiar Rural

SHARE
CLIQUE AQUI PARA VER O ÁLBUM COMPLETO 
A Prefeitura de Chapadinha, através da Secretaria De Agricultura, recebeu no último sábado (26) uma comitiva de franceses da Federação Isère, na capital Grenoble, que retornam ao município, dez anos depois, para conhecer o funcionamento da Casa Familiar Rural (CFR), que tem apoio da Prefeitura.  A visita da comitiva faz parte de um convênio de intercâmbio existente entre a Associação Maranhense das Casas Familiares Rurais (ARCAFAR) e a diretoria das casas que funcionam na região francesa.
A delegação foi recepcionada pela Prefeita Ducilene Belezinha, pelos secretários de Agricultura (Carlos Borromeu), Infraestrutura (Aluízio santos), Saúde (Allan Monteles), Igualdade Racial (Chiquinha Pessoa), pela vereadora Francisca Aguiar, pelo deputado estadual Zé Carlos, pelo Superintendente do SENAR-MA, Luiz Figueiredo, Vice- Presidente do SENAR-MA, Raimundo Coelho, pelo Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Zé Luzia, assessores e diretores de departamentos.
 O encontro aconteceu na Vila União, onde está localizada a Casa Familiar Rural e teve por objetivo intensificar a troca de informações e experiências, uma vez que em Chapadinha se utiliza o método da alternância, método idêntico ao usado pela França onde surgiram as casas familiares rurais (onde os alunos se dividem entre a entre a escola e a propriedade da família – e aplicam o que aprendem, disseminando seus conhecimentos também para os vizinhos).
 A comitiva francesa era formada por agricultores que também são diretores de casas familiares, destaque entre eles, Maurice Chaverot, delegado para a América Latina das Casas Familiares Rurais da França, e Marie-Elisabeth (Presidente da Federação).
Na ocasião foram realizadas apresentações de projetos, bem como a história da cooperativa, os franceses puderam também ouvir depoimentos dos alunos e ex-alunos que falaram sobre o método de alternância e de como suas vidas sofreram uma mudança positiva. Exemplo disso, é a dedicada ex-aluna Leilane, que antes de ingressar na Casa até pensou em ir embora da cidade, mas mudou de ideia depois que a Casa, até então esquecida por outros governos, começou a receber apoio e investido da Prefeitura. “Pensei em ir embora, mas tive apoio para continuar aqui, então me matriculei, mesmo sendo única mulher da turma, e hoje sou produtora rural. Vendo na cidade e já também vendi para a merenda escolar. Hoje estou realizada com tudo que a Casa familiar Rural me proporciona” – disse ela.
A Prefeita Belezinha destacou o trabalho da Casa, que segundo ela é o grande agente transformador que permitirá aos alunos transtornar suas realidades de vida no campo. “Daremos todo apoio necessário para que esses trabalhos sejam desenvolvidos com êxito” – disse.
“Percebi que os jovens tem vontade de permanecer aqui e participar do desenvolvimento da região. Estou contente de estar aqui, saio com uma experiência grande que vou compartilhar com os franceses, onde vou poder dizer, eu vi isso no Brasil, eu encontrei jovens brasileiros extremamente engajados. Compartilhando isso, dar também para a Franca a vontade de continuar, e isso é muito importante” – completou Marie-Elisabeth
ASCOM/PMC
Fotos: Kim Pereira
SHARE

Author: verified_user

0 comentários:

Outros Blogs

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog