Bella Boutique

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Cleber Verde é o 9º deputado mais atuante no Congresso Nacional, diz revista Exame

SHARE
Blog do Kim Pereira - quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Candidato à reeleição pelo Partido Republicano Brasileiro, o deputado federal Cleber Verde (MA) foi considerado o nono parlamentar mais atuante no Congresso Nacional.                      O ranking divulgado pela revista Exame, no último dia 11, foi elaborado por pesquisadores brasileiros da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, que desenvolveram a plataforma Atlas Político.
Cleber Verde se destaca como um parlamentar influente no Poder Legislativo. Ele idealizou e criou três frentes parlamentares: a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Aposentados e Pensionistas, a Frente Parlamentar Mista em Defesa das Universidades Públicas, Estaduais e Municipais do Brasil e a Frente Parlamentar Mista de Pesca e Aquicultura.

Autor da PEC 405/2009, que vai assegurar ao garimpeiro e ao pequeno minerador o direito à aposentadoria é um dos parlamentares mais comprometidos com a causa. Também é um dos maiores defensores da PEC 555/2006, que acaba com a cobrança de contribuição previdenciária sobre os proventos dos servidores públicos aposentados, a contribuição de inativos.

Verde disse que o reconhecimento ao seu trabalho aumenta ainda mais a sua responsabilidade em continuar lutando pelo desenvolvimento do Maranhão.

Sobre o ranking
A nova ferramenta pretende ajudar o eleitor a escolher bem o seu representante. Além de trazer informações e histórico dos candidatos que disputam as eleições 2014, a plataforma Atlas Político divulgou o ranking que elenca os deputados federais mais atuantes entre os 513 que estão hoje em exercício.
A iniciativa, que se diz independente de qualquer partido político, foi criada por dois pesquisadores brasileiros de Harvard e conta com o patrocínio da Fundação Lemann.
Segundo o site, o objetivo é mostrar a competência dos congressistas em defender suas agendas políticas, independente de suas posições ideológicas. Apesar de citar no perfil individual se o candidato é ficha limpa ou não, esse não é um fator considerado na nota.
O ranking se baseia em cinco critérios numéricos: Representatividade (deputados que se elegeram com votações expressivas); Campanha Responsável (os gastos do candidato comparados ao total de votos); Ativismo Legislativo (projetos apresentados); Debate Parlamentar (participação em debates e fiscalização); e Fidelidade Partidária (se o candidato permaneceu no mesmo partido e se votou de acordo com as orientações da legenda).
Cada item representa uma nota de 0 a 1, que, somadas, compõem a média final. Quanto mais próximo de 5, melhor avaliado o político é.
Mais informações sobre a metodologia estão na página do projeto. 

Por Monica Donato
Foto: Douglas Gomes
SHARE

Author: verified_user

0 comentários:

Outros Blogs

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog